sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Em tempos de eleição... uma curiosidade

Um conto pertinente...



" Em boca fechada bem-te-vi não faz ninho

Campos de Melo passou todos os anos de sua vereança sem dar uma palavra. 
Era o boca-de-siri da câmara municipal de Cuité. 
Até que, uma tarde, ergueu o busto, como quem ia falar. 
O presidente da Mesa, mais do que depressa, disse:

— Tem a palavra o nobre vereador.

Então, em meio do grande silêncio, o grande mudo falou.

— Peço licença para fechar a janela, pois estou constipado." 

                                           José Cândido de Carvalho (1914 - 1989)



José Cândido de Carvalho jornalista, contista e romancista, faria 100 anos.
Nasceu em Campos mas viveu boa parte de sua vida e exerceu suas atividades na cidade do Rio de Janeiro.
 
Sua obra de ficcionista é das mais originais, graças à linguagem pitoresca e aos personagens, ora picarescos, ora populares extraídos do "povinho do Brasil".

Admirador de Rachel de Queiroz e José Lins do Rego, começou a escrever, em 1936, o romance Olha para o céu, Frederico!, publicado em 1939. 
Somente 25 anos depois de ter publicado o primeiro romance, José Cândido publica, em 1964, pela Empresa Editora de "O Cruzeiro", o romance O coronel e o lobisomem, uma das obras-primas da ficção brasileira, lançado, em filme, em 2005.

José Cândido de Carvalho assumiu a Cadeira n. 31, sucedendo a Cassiano Ricardo na Academia Brasileira de Letras,onde foi recebido em 10 de setembro de 1974.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Seja bem-vindo!