quinta-feira, 17 de março de 2011

O Gol de Placa aconteceu no Rio

Março de 1961. Estádio do Maracanã.

Um jogo memorável:  Santos e Fluminense.
O Santos vencia a partida por 1 a 0 quando Pelé recebeu a bola na meia-lua da área do Santos e arrancou em direção ao gol adversário, driblando a tudo e a todos. Passou até pelo Castilho e fez o gol fantástico.

A sequência, abaixo, é histórica:




Fotos: do livro “Eu sou Pelé”, de Benedito Ruy Barbosa, editado em 1961


Nelson Rodrigues ao ver a obra-prima de gol disse a expressão que entrou para a história: um gol de placa.

Joelmir Beting, jovem jornalista à época ,ouviu  Nelson Rodrigues falar  e na volta a São Paulo sugeriu que o jornal O Esporte, onde trabalhava, mandasse fazer uma placa de bronze para registrar a beleza do lance. A sugestão foi aceita. Ele encomendou a placa e pagou com dinheiro do próprio bolso (até hoje não foi ressarcido). No domingo seguinte, a placa foi afixada no saguão do Maracanã e descerrada pelo próprio Pelé, antes do jogo contra o Vasco. Joelmir, portanto, foi o criador, não da expressão gol de placa   mas da própria placa do gol, tornado por ele assim inesquecível. "Nunca fiz um gol de placa, mas fiz a placa do gol", diz.

2 comentários:

Comente! Seja bem-vindo!