quarta-feira, 4 de agosto de 2010

A TV de outro tempo

Quem assistia quando era criança não esqueceu. A maioria dos "cinqüentões" de hoje guarda com ternura a lembrança de "Gladys e seus bichinhos".




Exibido às segundas-feiras na TV Tupi do Rio, a partir de maio de 1955 , tinha a duração de quase meia hora. Por 10 anos, a jovem contadora de histórias desenhou seus personagens , a carvão, numa folha de cartolina. O programa, em preto e branco, era apresentado ao vivo e ...encantava com todas as cores que ela despertava em nossa imaginação.

Primeira apresentadora de programas infantis na televisão brasileira, Gladys criou a esperta e meiga formiguinha Gilda, a gatinha Clarinha, a peixinha Marci, a abelhinha Domi, a cachorrinha Lelete - um cachorrinho pequinês que eu insistia em desenhar começando pelo focinho que era um "8" deitado - e o sapo Godô.

Na década de 60, o programa saiu da Tupi e foi para a TV Excelsior, mas também saiu do ar. Dizem que foi pelos comerciais de bebidas alcoólicas nos intervalos. Depois do programa ela escreveu 38 livros, divididos nas coleções "Gladys e seus Bichinhos", "Histórias do meu Jardim", "Mundo Infinitamente Pequeno" e gravou 20 discos.

Recentemente Gladys se tornou personagem do documentário de Marina Pessanha, que conta o que ela representou para a TV.

Vamos ver um pouquinho do documentário pra matar saudades?

Clique AQUI  


Um comentário:

  1. òtimo este vídeo.
    Muito bom mesmo lembrar da Gladys.
    Eu era bem pequeno mas lembro bem dela.
    Gostaria de ter contato com a Gladys para colocar fotos e desenhos na minha Revista Eletrônica a Revista Ilustrada.
    Paulo Sallorenzo

    ResponderExcluir

Comente! Seja bem-vindo!