sexta-feira, 21 de março de 2014

Licania tomentosa

Você conhece a Licania tomentosa?

Com certeza, sim.  Já passou por ela dezenas de vezes, e nela se refrescou.

Nada mais é do que um oitis.

Foi Pereira Passos que plantou os oitis da cidade e eles são grandes personagens da grande reforma de Pereira Passos. 
Copa cheia, alta, sombra o ano todo; raizes profundas que não quebram calçadas. E ainda com tronco reto e copa certinha, o oitis é a árvore com cara de árvore.
A cidade do Rio de Janeiro era uma antes dos oitis. Fotos através dos tempos mostram que belo paisagismo os oitis deram à paisagem carioca.
Veja um exemplo  da Cinelândia em frente à Biblioteca Nacional antes dos oitis e depois.
Belo! Outro desenho.






Os oitis se espalham por toda a cidade, especialmente pelo Centro e Zona Sul.

Infelizmente nos anos 1970, fizeram um plantio desmedido de amendoeiras, árvores inadequadas para a cidade, para o clima, e tiraram algum espaço dos oitis, que poderiam ter sido mais plantados.

Os oitis dão nome a uma rua no bairro da Gávea: Rua dos Oitis. 

Rua de gabarito limitado de onde se pode observar o desenho do Maciço da Tijuca, e que tem a curiosidade do Cristo Redentor dar as suas costas à Rua dos Oitis, o que não o deixa menos bonito, o contorno do Corcovado, por sua vez, fica bem mais em evidência do que na orla da Baía de Guanabara.



Por todo o bairro de Copacabana tem muito oitis.

Vejam o belo "mar" verde de oitis da Rua Santa Clara. Segue até o mar.



Também moro numa outra rua só de oitis. Seus galhos estão em frente às minhas janelas, sua sombra é um deleite no calor, além de sua beleza ao longo da rua.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Seja bem-vindo!