sábado, 24 de outubro de 2009

Ah!...o Arpoador

Lá... onde as pedras se encontram com o mar, na curva entre Copacabana e Ipanema nem precisa estar um dia ensolarado para estar lindo. Também com frio e chuva se mantém deslumbrante. E mágico, dizem muitos.

Lá... onde até a urbanidade teve licença de se chegar.


Lá ...de onde se vê o por de sol mais bonito.



Pic-nic nas pedras do Arpoador, anos 20. Ao fundo apenas uma construção.


Foto da Pedra do Arpoador, nos anos 50 e as antigas construções que foram derrubadas
e deram lugar aos edifícios da orla -
Lenny Queiroz - Reprodução/Internet

Das pedras do Arpoador, nos dias atuais, o calçadão e os edifícios da orla


O incomparável por do sol
Foto: Celo Santos - Reprodução/Internet

3 comentários:

  1. Por favor, pode me dizer algo sobre uma 'casinha' branca que existia no topo da pedra do Arpoador nos anos 80 e no início dos anos 90?

    Aqui tem uma foto, atrás do Circo Voador. http://i.imgur.com/Rh66PNr.jpg

    Procuro, procuro mas não acho nada ao respeito. Obrigado

    ResponderExcluir
  2. Junto à Pedra do Arpoador existiu a Estação de Rádio Costeira, inaugurada em 1922.

    Esta estação era subordinada ao Departamento de Correios e Telégrafos e prestava auxílio aos navegantes.

    Em estilo "art déco", encontrava-se sobre uma pequena plataforma que avançava nas areias da Praia do Diabo, vizinha da Praia do Arpoador.

    Apesar de não ser a melhor equipada, entre as nove estações costeiras mantidas pelo Departamento de Correios e Telégrafos, era a mais importante em virtude da relevância do porto do Rio de Janeiro.

    Foi desativada em 1967,a construção ficou abandonada muitos anos e pintada de branco ficou descaracterizada do seu estilo "art déco". Abandonada muito tempo depois é que foi demolida.

    ResponderExcluir
  3. Wow, muito mais informação do que eu esperava! Muito obrigado!

    ResponderExcluir

Comente! Seja bem-vindo!