terça-feira, 26 de março de 2013

Abricó carioca

Ao invés da pedra, no meio do caminho tem uma árvore... tem uma árvore no meio do caminho...

Esse lindo abricó de macaco, ali na movimentada rua São Clemente, em Botafogo.

foto de
Pedro Paulo Bastos
reprodução internet


 Descoberta pelo artista Roberto Burle Marx, foi introduzida no Rio de Janeiro no palco de maior destaque do paisagismo brasileiro, o Aterro do Flamengo. Hoje, a espécie popularizou-se a ponto de se consagrar uma carioca típica.

O que impressiona além de sua beleza é o odor proveniente da decomposição de suas flores e frutos. É desagradável ao olfato mais sensível. Quando o fruto cai, estoura (ficando azul por dentro) e o cheiro da decomposição fica mais forte ainda.

Abricó, na Lagoa

reprodução internet


Abricó, no Aterro do Flamengo

reprodução internet



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Seja bem-vindo!