domingo, 19 de abril de 2009

Emoções eu vivi!


19 de abril.Aniversário do Rei Roberto Carlos.

Faço parte de seu séquito, confesso, de súditos desde o início dos anos 60. Tempo de uma nova sonoridade que chegava, com um novo ritmo, melodia, rimas, que invadia nossos ouvidos e conquistava nossos corações.

Ao longo das décadas sua voz e repertório foram amadurecendo e nos deslumbrando até esse momento de comemoração maior dos 50 anos de sua carreira.

Roberto, apesar de ser de Cachoeiro de Itapemirim - " Cachoeiro, Cachoeiro, vim ao Rio de Janeiro p'ra voltar e não voltei! -construiu a sua morada real em terras cariocas, no bucólico bairro da Urca, onde até existe um bloco carnavalesco, o “Exalta Rei”, que passa pelas ruas do bairro e faz uma pausa estratégica em frente ao prédio onde ele mora. Reverência mais do que merecida.

Há trinta anos atrás, uma amiga querida - e que também trabalhávamos juntas na mesma empresa - me fez uma confidência: era amiga de infância do Roberto Carlos. Na vizinhança e ruas do subúrbio de Madureira tinha crescido o vínculo, a convivência que jamais se desfez. E naquele mês de abril, ela estava convidada para o show do Rei, em temporada no Canecão, exatamente no dia do seu aniversário.

De repente, não mais que de repente, ela me convidou e com um "plus" no convite: após o show vamos ao camarim falar com "ele", disse. Nossa! Parecia comercial de produto. Ele fazia aniversário e quem ganhava o presente era eu?

E naquela noite de 19 de abril lá fui eu, com o cuidado de não vestir marrom - ela até seguiu melhor o script, pois foi de azul - assistir, delirar e conhecer pessoalmente Roberto Carlos. Antes do show já era festa. Jovem Guarda presente, muitos vinham à mesa que estávamos, pois o irmão dela era - e é - músico da banda do Roberto, e os trazia para rever seu pai e sua irmã, companheiros do início de jornada. Até o Zico veio à mesa, pra minha surpresa e alegria. Confesso que meu coração rubro-negro ficou extasiado!

E o show começou...

Ano de grandes sucessos recém lançados , o desfile musical foi dos melhores. Esse show ficou conhecido como o show do palhaço. Um dos mais cultuados em sua carreira, da dupla Miele e Bôscoli. Roberto Carlos se vestia de palhaço num determinado momento do espetáculo, dizia um texto maravilhoso e interpretava a canção O Show já terminou. Antológico! Esse show teve sua estréia no Canecão, no Rio, em dezembro de 1978 e temporada encerrada em maio de 1979.

Mas nesse dia ainda teve um gran finale: um grande bolo com o Parabéns pra Você.

Com tudo isso, o melhor estava por vir.
A fila para o camarim era enorme, mas, quem diria (!), passamos à frente da Wanderléa e entramos.

Roberto me passou o porque de sua majestade. Falou comigo como se me conhecesse há tanto tempo quanto sua amiga de sempre, com descontração e simplicidade, e seu tratamento, no diminutivo, só multiplicou o carinho e atenção daquele instante. Pra sempre inesquecível. Pra sempre Roberto Carlos!

Vi vários outros shows do Rei. Com certeza, todos maravilhosos. Mas esse foi o primeiro e especial.
Emoções eu vivi!

Parabéns ao Rei!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Seja bem-vindo!