domingo, 3 de maio de 2009

Meeeennngoooo!

Charge de Henfil - reprodução
Acima o lindo postal de Henfil - cartunista e grande rubro-negro - onde o Cristo pula com o gol do Mengo!
Aliás, foi no seu traço genial a origem do personagem-símbolo da galera: o urubu.

Certa tarde de Maracanã lotado, em um fim de semana dos anos 60, em que o jogo corria normal e torcedores do Botafogo - sempre eles !- soltaram um urubu carregando uma bandeira do Flamengo. Mais que uma provocação, uma crítica pesada: para os alvinegros, os flamenguistas não passavam de favelados que reviravam o lixo em busca de comida. Eram os urubus.

A resposta à brincadeira preconceituosa e sem graça, veio em alto nível, na edição do Jornal dos Sports - do dia seguinte - onde trabalhava : o desenho de um adorável urubu vestindo a camisa do Flamengo. Ele preferiu, e com razão, o bom humor e adotou o bicho como mascote .

Iniciava ali um apaixonado canal de comunicação com a nação Rubro-Negra e sua torcida, que adotou, também, o urubu.

Hoje, nesse momento de vitória e grande conquista da NAÇÃO, relembramos Henfil, um grande cronista da história do FLAMENGO.

PARABÉNS FLAMENGO!
PENTA TRI CAMPEÃO CARIOCA!

5 comentários:

  1. Parabéns pela sacação do Henfil e pela alegria do blog do nosso Rio Querido e do Mais Querido. Parabéns pela defesa do que é bom... Parabéns pela rapidez no início das comemorações do pentatricampeonato.

    Para ver mais sobre a façanha do Flamengo, é só fazer uma visitinha no blogue-jornal Correio da Lapa, que traz diariamente informações gerais sobre o Brsil e o Mundo e, neste domingo 3 de maio, mostra a alegria de ser rubro-negro.

    O endereço é>
    correiodalapa.blogspot.com

    Saudações à Nação
    Alfedo Herkenhoff
    Editor

    ResponderExcluir
  2. que foi um sufoco, foi. Quando o Botafogo empatou eu temi pelo resultado da partida. Com as cobranças de penalti então nem se fala. Aí o meu coração quase saiu pela boca de tanto nervosismo. Felizmente o Tri é nosso. Aproveitando o gancho, esse foi o terceiro Tri a que assisto. Com uma enorme diferença. As outras duas vezes foi ao vi vo. A primeira, apesar de decorridos mais de 60 anos, ainda me lembro até hoje. Foi no então Estádio da Gávea, época em que o futebol ainda tinha muito amadorismo em organ izaçao. Nas proximidades do jogo contra o Vasco, a diretoria do Fla chamou Valido para se reunir à equipe. Ele já tinha parado de jogar futebol ( é o que contaram na época). Vevé, ponta esquerda participou do jogo febril. E Valido foi o heroi da partida, marcando de cabeça o único gol , suficiente para a conquista do Tri.. Os vascainos, durante muitos e muitos anos, ficaram no chororô, alegando que o atacante havia se apoiado nos ombros de Berascochea. Eu assisti a partida junto com meu irmão e um tio que morava em Miranda/MS e fora ao Rio especialmente para ver o jogo. Ficamos na arquibancada , do lado da Lagoa e lembro-me que dias antes haviam sido acrescentados mais uns degraus de tijolo. Tudo no improviso. O outro Tri, no Maracanã, em 1954, tempo de Dequinha e outros. Agora e só comemorar. Saudações rubro-negras. Aristóteles

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, Beth... Mas sou tricolor, rsrsrs...

    ResponderExcluir
  4. Beth

    Dá uma passadinha de novo no Correio da Lapa... Tem você, Rio, Flamengo e uma digressão sobre amor e ódio na mídia e na vida... Admiro o seu trabalho pacifista, mas o mar, o asfalto, está muito perigoso... Mas vai lá que tem de novo Parabéns para o Flamengo e pequenas surpresas...
    Invejo o seu espaço tão cheio de vida e espanto positivo...
    Beijos
    Alfredo

    ResponderExcluir
  5. Parabéns a todos nós por mais um título. Suado, sofrido, como não poderia deixar de ser. Mas q nos torna sempre mais Flamengo que qq um.

    E, certamente, o mestre Henfil vibrou muito lá de cima.

    Forte abraço do Dag

    ResponderExcluir

Comente! Seja bem-vindo!